Nesta semana, de 23 a 28 de Março, a Cinemateca realizará uma pequena mostra com filmes do diretor japonês Akira Kurosawa (1910-1998), em homenagem ao seu centenário de nascimento. Junto com o sueco Ingmar Bergman (1918-2007), de “Sonata de Outono”, e o italiano Federico Fellini (1920-1993), de “A Doce Vida”, Kurosawa forma o grupo dos três grandes diretores mais respeitados e mais influentes da história do cinema.

Seus filmes mais conhecidos são “Os Sete Samurais” (1954), que é referência para muitos diretores de faroeste americano, “Dersu Uzala” (1975), filmado na Sibéria, “Ran” (1985), adaptação de “O Rei Lear” de Shakespeare, e “Sonhos” (1990). Todos estão disponíveis em DVD. Infelizmente a mostra não cobrirá todas as suas obras-primas, mas com certeza nos abrirá um grande espaço para adentrar no universo desse grande cineasta.

Kurosawa é um dos artistas mais universais que já existiram. Chega a abordar questões espirituais extremamente densas em alguns filmes, como Dostoievski ou Guimarães Rosa na literatura, e com uma linguagem acessível a todo o público que vai ao cinema. Martin Scorcese (diretor de “Ilha do Medo”), George Lucas (diretor de “Star Wars”) e Francis Ford Coppola (diretor de “O Poderoso Chefão”) são alguns de seus admiradores.

A mostra será de graça, com filmes todos os dias, de terça a domingo. Uma chance única para conhecer um pouco da obra de um dos mestres do cinema.

A Cinemateca fica bem perto da Escola, é só descer a Otonis no sentido da Sena Madureira e atravessar a avenida. Para mais informações, horários e sinopses dos filmes, entre no site: www.cinemateca.com.br.

Paulo Guilherme Cardoso (T. 76)

Anúncios