Maior financiadora de bolsas de pós-graduação do Brasil, fundação para em apoio ao movimento da carreira de Ciência e Tecnologia

RIO — Os funcionários da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) aderiram, nesta segunda-feira (13), à greve federal, em apoio ao movimento da carreira de Ciência e Tecnologia. Ligada ao Ministério da Educação (MEC), a Capes é a maior financiadora de bolsas de pós-graduação de mestrado e doutorado no Brasil.

O anúncio da paralisação foi feito por meio de um comunicado no site da Associação de Sevidores da Fundação Capes (AsCapes). Segundo as informações contidas no texto, o comando de greve vai realizar avaliações da conjuntura a cada dois dias para decidir sobre o movimento. A associação diz que “entende que qualquer greve pode trazer prejuízos para a sociedade” e que espera encerrar a mobilização o mais rápido possível.

“A AsCapes entende a importância da Capes para o desenvolvimento da Educação, Ciência e Tecnologia e do Brasil como potência e como um país mais justo (e sem miséria!), mas (…) a frustração em relação às negociações com o Governo, após longos meses de reuniões, resultou na insatisfação geral dos servidores da Carreira de C&T que se mobiliza, sem alternativa, para uma greve geral da categoria, objetivando uma negociação séria e justa quanto às questões salariais, de condições de trabalho e a pauta nacional.”, diz o comunicado.

Leia mais sobre esse assunto em http://oglobo.globo.com/educacao/servidores-da-capes-declaram-greve-5774133#ixzz23UIh8P2J

Anúncios