Informes:

– Chau : A inscrição da rede de ajuda da CLEV foi aberta. Pós-fechamento, ficou com 12 pessoas a CLEV. Já foram feitas as divisões de tarefas entre essas pessoas. O intercâmbio para o México foi cancelado. 

– Fernanda : A sul-2 que é a regional da qual a UNIFESP faz parte, está organizando o mini encontro regional dos estudantes de medicina. Por conta da pandemia, o evento presencial foi transcrito para moldes online. Isso é importante para manter contato entres as universidades que fazem parte da sul-2, além dos temas serem importantes para a formação.

Pautas :

  1. Embaixadores do COMERP
  2. Formulários sobre ROs
  3. Reunião aberta sobre permanência e estágios retomados 
  4. Acompanhamento das ADEs
  5. Informe DENEM : Mini-Erem Sul-2

I. Embaixadores do COMERP

– Larissa : uma estudante da Universidade de Presidente Prudente entrou em contato com o Vini para sermos embaixadores do COMERP (Congresso Acadêmico de Presidente Prudente), recebendo certificado por divulgar o evento nas redes sociais do centro acadêmico.

– Maria Luiza : não entendeu o objetivo do espaço e como ele é formado 

– Fernanda : fica com a mesma dúvida da Maria Luiza. Afirma que é importante sabermos como que funciona o evento para podermos divulgar e questiona se é válido recebermos certificado por apenas divulgar o evento. 

– Mariana : não entende o que significa se é a pessoa individual que divulga ou o centro acadêmico.

– Chau : fala sobre uma proposta parecida na liga que faz parte. Questiona se temos interesse em procurar mais informações sobre o evento ou se rejeitamos o convite agora. Questiona se é positivo de alguma forma. Sustenta que não vê algo positivo.

– Mariana : não achou data limite de inscrição para embaixador. Sustenta que rejeitemos, pois a comunicação está lotada com o cronograma 

– Larissa : sustenta a rejeição, pois não faz sentido divulgar algo que nem participaremos, simplesmente por conta do certificado.

Encaminhamento :

– Enviar uma mensagem de rejeição para a pessoa que encaminhou o convite de embaixadores da COMERP – APROVADO POR CONSENSO

II. Formulário ROs 

– Mariana : O formulário foi uma proposta retirada em uma reunião do GT geral como encaminhamento para entendermos sobre o esvaziamento das reuniões ordinária, tentando coletar possíveis falhas que estamos tendo na divulgação das ROs, por exemplo. Vai apresentar a tela com as respostas do formulário para discussão.

– Chau : pensa que é importante as pessoas saberem o que é uma RO, porque pareceu que as pessoas não sabem que a decisão da RO está acima da opinião de uma gestão eleita. Em relação aos dias e horários das ROs, acha que pode ser passado um formulário sobre os melhores dias e horários. Questiona sobre o pragmatismo das ROs, porque, de fato, as reuniões são longas e cansativas às vezes, mas como não tem gestão eleita, tem-se muita coisa para discutir e deliberar nesses espaços, tendo muitas pautas por semana. Acha que pré-determinar um tempo para as ROs perde um pouco do que seria uma RO.

– Fernanda : traz sua experiência de quando entrou, que achava que não tinha espaço também para falar nas reuniões. Então, acha que precisamos tomar cuidado em não deixar os assuntos muito jogados, sem saber o que as pautas significam. Afirma que não tem como uma pessoa na reunião ordinária se posicionar contra seu próprio posicionamento, pensando no posicionamento de alguém que não está na RO, pois cada um coloca o seu ponto de vista no debate, uma vez que é o espaço deliberativo. Sente dificuldade em entender o porquê as pessoas não entendem que a reunião é exatamente o espaço de colocar as opiniões, assim, caso exista uma opinião divergente, ela deveria estar na reunião para dizer. 

– Chau : o centro acadêmico está em constante disputa, assim, tem-se que apresentar os discursos políticos para entrar em discussão. Logo, as pessoas tem que participar ativamente, porque é uma democracia direta, haja vista que as reuniões ordinárias estão acima da gestão. Acha que nunca conseguimos resolver a questão da representatividade, então pensa que essa discussão deve estar sempre em pauta

– Mariana : vê um problema crônico de desinteresse. Acha complicado o discurso de não haver um espaço de fala, pois no dia da votação do EPM hall discordou da não divulgação, achou importante que fosse divulgado e nem por isso ficou acanhada de falar sobre e discordar da maioria que estava falando que não deveria ser divulgado. Assim, se a pessoa não estava na reunião para se colocar como discordante da proposta, não tem como votarmos por essa pessoa. A comunicação tentou demonstrar por meio de video interativo o que era o capb e seu espaço deliberativo e não teve adesão das pessoas. 

– Rafael : em relação ao tempo de RO, acha que pode ser estabelecido antes e ser algo flexível. Ressalta que também precisa ser uma discussão com qualidade, sem correria e também não muito longa. Entende o discurso de não se sentir a vontade de falar sobre algo na reunião.

– Fernanda : concorda com o Rafael. Entende o clima que fica da pessoa não se sentir confortável. Entende também a questão do alongamento das ROs e que isso é prejudicial. 

– Larissa : concorda com o rafael sobre a questão do tempo. Acha que poderíamos pré-determinar o teto de 1:30h, podendo se estender até 2h, porque como acaba tendo evasão, normalmente, a partir de 1:30h de reunião e as pautas são postergadas, não vê como prejuízo já divulgar com o teto estabelecido. Propõe que nas artes das reuniões ordinárias seja divulgado um teto pré-determinado. 

– Rafael : ressalta que há esvaziamento em outros espaços do centro acadêmico, além das ROs, como espaços de formação e cineCAPB. Sustenta o teto pré-estabelecido, podendo ser flexível.

– Maria Luiza : esse tema e essa conversa é muito difícil. Acha que construir um espaço contra hegemônico, como o debate e análise da raiz do problema, que é o que CA faz, é algo sempre complicado, porque não gostar de debater surge antes da entrada da pessoa na faculdade, não sendo culpa única e exclusivamente do CA. Entende que a análise do problema e ir atrás de melhorias é importante para tentar fazer as pessoas gostarem de discutir.

– Ana : contemplada com as falas do Rafael e da Maria Luiza, pois sente dificuldade de debater, haja vista que não consegue se concentrar por muito tempo em uma discussão. Concorda em promover o gosto das pessoas pela discussão, mas entende que tem muitas pessoas que já tem o pensamento inflexível e não vão frequentar as ROs, independentemente do que seja feito. Elogia a comunicação do capb e vê que isso é um ponto positivo para atrair as pessoas. Entende que o investimento tem que ser nas gerações futuras.

– Chau : entende que o problema do esvaziamento é crônico e entende que está pautado no sistema de afastar as pessoas da política e de debates. Mas também entende que ela começou em algum momento, assim deveríamos  entender a raiz disso, procurando no passado e no histórico. Propõe um espaço de resgate histórico para entender isso.

– Isaac : acha válido ter estabelecimento de teto em toda reunião, tentando deixar o espaço mais acolhedor e convidativo. Ressalta que existe um espaço de disputa ideológica. Discorre sobre parágrafos de um livro (75 anos da Escola) acerca da Unifesp e de sua ideologia discente (atlética e capb). Essa falta de interesse no capb por muitas pessoas é histórico de décadas.

– Ana : fez uma lista com todos emails dos estudantes, criando uma agenda da turma A, avisando as pessoas sobre o que vai acontecer pelo email. Propõe que isso seja feito para ROs e espaços. 

– Fernanda : ressalta sobre a questão histórica. Pensou agora sobre uma falha no formulário, que seria perguntar em que espaço e qual ação fez a pessoa se sentir desmotivada, para conseguirmos traçar uma estratégia. Um ponto marcante foi das ADEs porque alguns devem ter confundido a opinião pessoal das pessoas que foram contra as ADEs com um posicionamento do capb. As pessoas confundem o posicionamento de quem frequenta os espaços do capb com o posicionamento da entidade em si. 

Encaminhamentos:

– Sinalização em relação ao teto das ROs nas artes de divulgação, colocando o tempo de uma hora e meia, podendo se estender em duas horas. – APROVADO POR CONSENSO

– Realizar um debate aberto sobre o resgate histórico da construção do CAPB para entender o problema do esvaziamento e depois o GT realizar uma reunião interna para traçar estratégias – APROVADO POR CONSENSO

– Organizar um calendário que possa ficar vinculado aos emails de estudantes que preencherem um formulário de adesão ao calendário do CAPB – APROVADO POR CONSENSO

III. Questões acadêmicas (acompanhamento das ADEs e retorno presencial dos estágios sem política de alimentação)

Fernanda fez questão de ordem e sugeriu aglutinação das pautas “acompanhamento das ADEs” e “retorno presencial dos estágios sem política de alimentação” para uma mesma pauta com o título “questões acadêmicas” devido ao fato de termos atingido o teto proposto inicialmente, mas não termos debatido questões que possuem prazo restritos para darmos resposta.

– Fernanda: abre a pauta colocando que no grupo do Conselho Representativo do Diretório Central dos Estudantes, um estudante de guarulhos postou um formulário de balanço das ADEs que o campus Guarulhos fez para avaliar esse primeiro semestre de ADEs, já que não houve iniciativa institucional sobre, a fim de instrumentalizar os debates nas instâncias sobre a implementação das ADEs na Unifesp. Ele colocou como proposta que outras entidades em outros campi fizessem também a fim de garantir um balanço mais amplo sobre o andamento das atividades. Foi colocado um modelo para que, possivelmente, pudéssemos cruzar respostas entre os campi numa análise mais global para a discussão do segundo semestre. Pontuou que era importante avaliarmos essa questão enquanto CAPB. Sobre as turmas do campus São Paulo que retomaram presencialmente seus estágios, coloquei que houve a reunião aberta no domingo com a pauta “permanência estudantil e retorno presencial” e na reunião alguns encaminhamentos foram tirados e delegados para serem organizados pelos CAs. São eles, construção de um abaixo assinado e elaboração de faixas e cartazes para serem pendurados no campus como denúncia da situação e exigência de alimentação. Para a elaboração dos cartazes seriam necessários materiais, então propus disso ser financiado pelo CAPB. Pontuou que é importante retomarmos essa pauta na próxima RO porque já estávamos quase chegando ao teto proposto que já era uma extensão do primeiro teto previsto, a saber 20h.

– Mariana: questionou sobre a disponibilidade de caixa do CAPB para a realização das ações e perguntou sobre a questão dos prazos que teríamos para encaminhar essas coisas.

– Maria: Fez um repasse sobre o financeiro. Comentou que existe uma tranquilidade em termos de finanças pois temos um caixa de R$30.000 atualmente que viabiliza que deliberemos enquanto Reunião Ordinária sobre tal. Na assembleia delimitou-se que o GT não exerceria o controle sobre o financeiro permanecendo o dinheiro com a antiga coordenação de finanças do CAPB até que haja gestão no CAPB.

– Fernanda: pontuou que há urgência para o encaminhamento da compra de materiais já que a pauta de alimentação é de caráter emergencial.

– João: colocou que, sobre o formulário das ADEs, o prazo não é tão restrito como seria para um curso semestral que já discutirá 2 semestre em breve e propõe que discutamos, na próxima RO, sobre como encaminhar em conjunto com os representantes de turma que poderiam ser diretamente convidados pelo GT por meio do departamento de relações internas.

– Maria (no chat): sugeriu R$100 e depois R$50.

– Isaac (no chat): sugeriu valor em aberto a ser trazido balanço do gasto após na próxima RO.

Encaminhamentos:

– Discutir a elaboração de um formulário para as turmas de medicina na próxima RO em que o departamento de internas convide os representantes de turma para discutir sobre a viabilidade da aplicação deste para as turmas. – APROVADO POR CONSENSO

– Disponibilização de valor para a compra de materiais para a elaboração dos cartazes de denúncia da situação dos estudantes que retomaram estágios presenciais e estão sem alimentação, conforme deliberou-se execução durante a reunião aberta com os estudantes no domingo (06/09/2020). – APROVADO POR CONSENSO

Estiveram presentes:

Larissa Parra
Fernanda Souza
João Vitor Chau
Mariana Prete
Ana Carolina Z Oliveira
Carla do Nascimento
Isaac Costa
Maria Luiza de Andrade
Rafael Prado
Daniele Vieira

Com a tag

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s