Ata da reunião ordinária do CAPB do dia 18 de setembro de 2012, às 18h10. Erika inicia o repasse do CAE extraordinário sobre as cotas na UNIFESP, e nesse CAE foi deliberado para ser liberado no CONSU e aprovado neste, 15% de cotas no vestibular do próximo ano, seguindo os critérios da lei aprovada. A preocupação do CAE é sobre a permanencia desses estudantes na Universidade, por isso, uma maior quantidade de cotas não foi aprovada nesse momento. Inicia-se uma discussão entre os presentes sobre as cotas. Erika repassa que, segundo representante da PRAE, só podem pedir mais verbas para permanência se houver mais demanda, e isso “seria cosneguido com as cotas maiores”. Os presentes dizem em acordo sobre a qualidade decadente da Universidade federal. Bianca e Thiliê dizem sobre que o vestivular é a prova de que não há vagas suficientes para a demanda por ensino superior, e Thiliê complementa que no Brasil há uma supervalorização do diploma de ensino superior. Bianca diz que deveria a expansão das vagas universitárias, desde que não caia a qualidade.  Matheus opina que a pessoa deveria ter o direito de escolha se gostaria ou não de seguir a carreira numa Universidade; e também complementa que os critérios são imaturos para implatar uma medida como essas, e a autonomia universitária não foi respeitada. Erika diz que os cursinhos são um sinal de uma anomalia do ensino básico e um atestado de que não há vagas na universidade para todos, e por isso não deve ser um critério de escolha; e também diz que educação e saúde são sucateadas, inclusive o ensino superior público, de um direito constitucional. Justin pergunta sobre o poder de decisão dessa medida, e Erika diz que a única autonomia da Universidade é a velocidade de implatação das cotas, e em quatro anos, a porcentagem de 50% deve ser atingida. E também que poderão ser feitos grupos de estudos para esses cotistas. Elaine opina contrária às cotas, porque há um sucateamento do ensino superior, após o sucateamento do fundamental e médio, e não há perspectiva de investimentos nessas modalidades de ensino; Elaine complementa dos problemas da autonomia universitária que não foi respeitada, como recentemente no REUNI; e que deve haver discussão sim sobre esses assuntos. Thiago diz que medidas assissencialistas como o REUNI e as cotas são difíceis de informar a população, pois a população não consegue diferenciar “estar na Universidade” e “educação de qualidade”. Thiliê completa que a demanda por alguns cursos em Universidade é alta porque várias profissões que não necessitam de diploma universitário no Brasil não são valorizadas. Erika diz que universidades públicas e privadas possuem papéis distintos na sociedade, e por isso, diz que o foco não é apenas a privatização do ensino, e cita por exemplo, a extensão universitária e a lógica das pessoas formadas. Matheus acredita que deve ser discutido como Universidade a assistência desses estudantes e acredita também que essa medida, do jeito como foi colocada, vai haver alguma modificação ao longo do tempo. Albanett diz que será feito um grupo de trabalho sobre esse assunto e será retirado um representante de cada conselho para esse conselho. Wumathylla e Yago repassam que ainda não conseguiram conversar com o ACL para pagar 10 inscrições para o CAPB no COBEM 2012. Erika diz que o COBEM está com problemas de alojamento como sempre, e tem a possibilidade de usar o DCE como alojamento com um preço simbólico. Matheus ficou responsável de marcar uma reunião com a diretoria da AAAPB para utilizar os banheiros da Atlética durante os dias do COBEM. Bianca é contra alojar gente no CAPB porque houve o furto de dinheiro durante a greve. Érika diz que vai lançar na lista da DENEM 50 vagas para alojamento. Erika diz que amanhã dia 19 de setembro terá Conselho de Entidades na ADUNIFESP ao meio-dia, para definir as regras do debate das chapas de eleições para Reitoria. Wumathylla se comprometeu a ir nesse Conselho. Matheus inicia o repasse da última Reunião da Regional Sul-2, diz que foi esvaziada, sem quórum mínimo de CAs, pois foram 8 enquanto o mínimo deveria ser 13. Repasses: abertura de duas novas escolas médicas particulares em Rio Preto. DACA está mais envolvido na encampação da FAMEMA pela UNESP, mas sem resuldados ainda. O CENEPS está praticamente tudo acertado na FAMERP. Érika faz um parênteses explicando o que é o CENEPS aos presentes. Matheus continua os repasses: debate do aumento do número de vagas no curso de Medicina em Catanduva (FAMECA) e reajuste de mensalidade do curso, e a qualidade do ensino, com o risco de fechamento. FOREMP: vai ser organizado pela Anhembi-Morumbi no final de novembro, e também houve reestruturação, nessa RR, da programação do Fórum, e também repassa as dificuldades de estrutura, inclusive com alojamento, e existe a possibilidade de alojar estudantes no DCE da UNIFESP. Sobre o EREM, Matheus fez o repasse na RR, e diz que não teve problemas na prestação de contas; Botucatu se candidatou oficialmente para sediar o EREM 2013 e a data foi aprovada na RR, e será o feriado de Corpus Christi e será um Encontro de quatro dias. Matheus também detalha sobre o andamento da infra-estrutura do Encontro, e também que está relativamente fácil da Direção e Reitoria da FMB-UNESP de apoiar o EREM, e que também a organização está parecida com o do EREM-CAPB. Matheus termina o repasse da RR com a pauta sobre debates do exame do CREMESP, com repasses nas escolas da Regional, e que no geral a qualidade foi ruim. Érika pergunta quem quer ser CO-EREM 2013. Wumathylla, Matheus e Erika já se propuseram. Thiago repassa sobre a Câmara de Graduação, que tem a proposta de um Regimento de Comportamento feita por Fujita, e chamou apenas o Thiago para a comissão para discutir isso. Também estão presentes nessa comissão um docente de cada curso. Thiago repassa também que a base desse regimento será o regulmento da Academia Barro Branco. Erika inicia o repasse do CR-DCE sobre o que foi deliberado para as organizações das eleições da gestão do DCE em dezembro. Erika gostaria de discutir a inserção do CAPB no DCE em 2013. Erika se propõe a participar do CAPB e do DCE por estar com a graduação trancada em 2013. Wilson e Justin dizem que pretendem participar exclusivamente dos assuntos do CAPB em 2013; Albanett diz que talvez continue nas finanças do DCE. Erika inicia a pauta sobre o Exame do CREMESP: repassa que a DENEM sempre foi contra a essa prova, desde antes a resolução 259, da obrigatoriedade de realizar essa prova. Há discordância no Direito quanto à validade ou não do CREMESP poder exigir essa prova para receber o CRM. No site do CREMESP, as propostas dessa prova é para medir a qualidade do ensino das escolas médicas, e a possível implantação, no futuro, de um exame de ordem para a Medicina. Erika repassa também os argumentos da DENEM ser contra à prova, e também sobre os debates que estão ocorrendo pelas escolas médicas,  e reforça a ideia de organizar um debate na EPM-UNIFESP. CREMERJ é o único Conselho Regional que se posicionou quanto a isso, e a posição foi contra. Erika diz que vai haver uma reunião da regional SP da ABEM no sábado às 9h, e ressalta a importância de mais estudantes da UNIFESP participar. Erika, Matheus, Wumathylla e Thiago certeza de irem nessa reunião.  Eu, Wilson Nunes Hirata, editor d’O Barrettinho, lavrei essa ata e dou fé a seu conteúdo.

Ata da reunião ordinária do CAPB do dia 30 de agosto de 2012, às 12h. Erika e Isa fazer o repasse do último CR-DCE, no qual ficou decidido que teremos eleições para a próxima coordenação do DCE ainda este ano. O próximo CR-DCE será no dia 15 de setembro para definir as datas do processo eleitoral e a data do planejamento anual do DCE que antecederá as eleições. A comissão eleitoral ficou composta por Isabela de São Paulo e Guilherme e Thiago de Diadema. Erika e Matheus dia 15 irão para a Reunião Regional da DENEM em São José do Rio Preto. Erika informa que a reunião da regional as pautas serão: EREM 2013, FOPERM 2012, Exame do Cremesp, prestação de contas do EREM 2012.  Erika e Elaine explicaram como funciona o COBEM e a importância da nossa participação enquanto movimento estudantil. Como as vagas em hotel disponibilizadas pela organização do encontro já se esgotaram e não serão ampliadas, disponibilizaremos o DCE para alojamento da Coordenação Nacional da DENEM e outros estudantes de houver espaço. Elaine informa que o Departamento de Oftalmologia pediu uma indicação para representante discente. Wumathylla da 80 será o titular e Luciana da 80 será a suplente. Thiago fez repasses sobre o BANDEX, na reuniao que eles participaram foram informados de que a mudanca foi feita porque estavam vendendo muito mais fichas do que as usadas pelos estudantes, eles questionaram sobre o aumento de filas e a dificuldade de compra em relação ao jantar e aos finais de semana e sugeriram uma quota mensal para cada aluno, o que agradou o representante do BANDEX que vai falar com seus superiores. Segundo a representante da Unifesp que está cuidando do Restaurante Universitário, de acordo com o modo que a empresa está funcionando estava havendo prejuízo para a empresa, o que nos pareceu bastante improvável, devido à qualidade da alimentação, número de funcionários e quantidade de pessoas que utilizam o serviço, lembrando que os estudantes têm parte de sua alimentação subsidiada pela Universidade e isso não constiui prejuízo para a empresa. Haverá uma conversa entre esta representante, o procurador responsável pelo contrato e represetantes dos centros acadêmicos do campus São Paulo para resolver algumas questões como a falta e a qualidade dos alimentos e os calouros que ficam um período sem número de matrícula ou crachá para comprar seus tickets. Fomos informados também de que o prédio definitivo do restaurante ainda não está liberado para reforma mais profunda necessária devido ao incêndio, mas a cozinha já está funcionando. A representante da Unifesp disse que o contrato é renovado anualmente, mas este ano não houve tempo hábil para a licitação de novas empresas. Ela garantiu que ano que vem uma nova empresa será contratada a partir de junho. Segundo repasses de um professor titular a UNIFESP voltaremos a ter o Serviço de Verificação de Óbito, mas ainda vamos confirmar tal informação. Thiago informa que a direção do Hospital São Paulo deliberou que qualquer técnico que vá falar com a imprensa, informe a direção do hospital para ter algum assessor de imprensa do hospital presente no momento. Ainda não sabemos as punições previstas para desacato dessa determinação. Quanto à greve, Bianca informa que haverá Assembléia docente amanhã às 11h no MA para definir a continuidade ou não da greve docente na Unifesp. Tiago diz que se a greve docente acabar amanha, dia 31 de agosto, o calendário nao poderá ser feito devido à greve discente. Ele também ressalta que a semana seguinte é a da Pátria, ou seja, a semana da INTERMED. Por isso uma AGE poderia ser chamada imediatamente após a INTERMED. Wumathylla pergunta para Erika se poderia ser deliberado o fm do greve discente no campus na semana da INTERMED, mesmo sem quórum. Erika complementou que o Rafael da 77 fez um repasse estranho aos outros representantes de turma. Erika disse que pode sim ser deliberado sim em uma AGE [sem quórum] dos estudantes do campus. Elaine diz que existe a possibilidade de mesmo que se a greve docente da UNIFESP acabe amanhã, não necessariamente pode as outras categorias não voltar às aulas. Tiago diz que existe a possibilidade de reclamaçoes dos alunos de Medicina por ser chamado uma AGE durante a INTERMED. Bianca disse que o comando de greve discente deixou claro ao comando-mor, que os discentes sairiam da greve junto com os docentes. E também ressalta a necessidade de chamar uma AGE imediatamente e informar as pessoas, e que também deveria ter uma reuniao do comand de greve amanha. Wumathylla diz que deveria ter uma consulta aos estudantes que forem à INTERMED em Assis. Erika sugere que a AGE seja quarta-feira pois parte considerável dos alunos da Medicina já estariam de volta em Sao Paulo. Tatiane da Enfermagem diz sobre a preocupação dos outros cursos para a AGE. Erika sugere que na reuniao do comando de greve discente tire a data da AGE. Isabela repete a ideia do Wumathylla. Fernanda pergunta se é legal fazer a AGE em Assis por meio tecnológico, Erika disse que isso nao está previsto em Estatuto. Ocorre uma discussao se soltam informações para os alunos ou nao, entre comando de greve e CAPB divulgar na internet para os alunos. Erika propôs de comunicar por cada CA para o esclarecimento e informes aos estudantes de cada curso. Depois das discussoes, ficou decidido que será feito os informes. Erika diz que vai fazer uma enquete no grupo do CAPB sobre horário das reuniões do CAPB. Bianca diz que deverá ter uma convocatória para uma reuniao do comando de greve discente imediatamente após a AG docente. Sem mais, eu, Erika Plascak Jorge, coordenadora de comunicação, e, eu, Wilson Nunes Hirata, editor d’O Barrettinho, lavramos essa ata e damos fé ao seu conteúdo.

Ata da reunião ordinária do CAPB do dia 22 de agosto de 2012, às 14 horas. Thiago e Matheus fazem repasse da ROEx que aconteceuno DCE da Unifesp nos dias 18 e 19 de agosto. Discutiu-se seminário do CENEPES da DENEM como tema principal, que serve como espaço de formação para os estudantes. Esse ano será na FAMERP, 1 a 4 de novembro. Foram aprovados vários palestrantes, inclusive do EREM 2012. Teve alguns repasses de finanças. Esclarecimentos acerca do funcionamento da DENEM. Thiago e Matheus fazem repasse sobre debate na USP sobre o Exame do cremesp. Querem avaliar alunos primeiro, sem “punição” para mandar ao MEC e depois às universidades para avaliar a situação. Num segundo momento, seria necessário para o exercício da profissão. Na fala do presidente do CREMESP, eles mesmos falaram que não tem respaldo para tirar o diploma de alguém. Não vai fazer rankeamento, vai mandar lista com posições sem os nomes. Nota considerável para passar seria 60%. Elaine propõe um seminário sobre Cremesp aqui. Matheus, Wuma, Alba, Bianca, Isa vão poder comparecer ao próximo CR-DCE. Mandar convocatória para os CA’S, Atlética e DCC. Acontecerá no DCE, no final de semana de 25 e 26 de agosto. Esclarecimentos de como acontecem as eleições da para reitoria da UNIFESP. Acontece a consulta pública, depois passa pela lista tríplice do CONSU e pela presidência.  Consulta será 16 e 17 de outubro. Em relação às eleições para reitoria da Universidade, historicamente, o CAPB não se manifesta como instituição em relação às eleições por ser um órgão representativo e não ser essa sua função. Devemos sim estar presentes no processo de eleição e garantir sua transparência e informar os estudantes sobre o que está acontecendo e quais são as propostas. Proposta de chamar um debate com as três chapas para os estudantes de Medicina. Proporemos para os candidatos entre 1 a 5 de outubro. Prograd amplia para o fim desse mês as propostas para seu regimento. Dia 19/setembro vai começar a discutir e aprovar a nova proposta de regimento. Bianca repassa informações da parceria com o Banco Caixa. Por estar com pendências legais e burocráticas, o centro acadêmico não tem condições de firmar agora uma parceria. Vamos decidir quando estivermos legalizados. Albanett e Thiago fazem repasses da greve docente e discente. Sem mais, eu, Bianca Avansi Camerini, coordenadora de finanças do CAPB, lavrei esta ata e dou fé ao seu conteúdo.

Ata da reunião ordinária do CAPB do dia 2 de agosto de 2012, às 12 horas.Matheus começa fazendo um repasse do ECEM. Na avaliação dele, o eixo de formação foi bem ruim, os espaços eram maçantes, só houve mesas, painéis, fóruns. Erika diz que a ROEX que seria feita no ECEM não deu certo, só houve repasses. Por isso, lançamos a candidatura do CAPB para que uma nova ROEX aconteça aqui no dia 18 e 19, para aprovar a programação do CENEPES. Há uma discussão sobre as eleições para o DCE, Thiago propõe que chamemos um CR-DCE para depois da ROEX para que isso seja discutido. Matheus propõe que tentemos pautar a questão do álcool no CAE para que depois tentemos levar para o CONSU. Erika vai convidar o Pedro da Atlética e outro conselheiro convidará o Matheus para participarem. Sobre o dinheiro da greve, a Bianca questiona o que faremos com ele, sugere que ele fique  devolvamos o dinheiro que o CAPB investiu e o que sobrar dividimos com os outros CAs. Thiago lembra também que o dinheiro estava sob nossa responsabilidade. Discutimos que devemos chamar uma reunião com o comando de greve para discutir sobre isso. Albanett diz que foi ao PROCON hoje deixar os documentos que faltavam; agora será aberto um processo administrativo. Albanett diz que ligou na empresa e que eles disseram que os donos estão viajando, e que só voltam daqui a dez dias. Sugere então que esperemos esses dez dias para irmos até a empresa dizer que já abrimos processo no PROCON e que se eles não nos pagarem, nós entraremos com processo judiciário, pedindo inclusive indenização.  Erika diz que nesse domingo haverá uma reunião de discussão sobre a Prova do CREMESP, aqui no DCE. Thiago diz que para vermos se o CNPJ do CAPB está ativo, temos de fazer um cadastro na Receita Federal, que custa R$350. Como a mãe da Bianca trabalha na Receita Federal, a Bianca ficou de ver com ela se consegue ver isso. Segue uma discussão sobre o que faremos para tentar legalizar o CAPB. Matheus sugere que falemos com um advogado para que ele possa nos esclarecer melhor. Em relação à outra pauta, Matheus sugere que aprovemos que o DCE seja alojamento para os estudantes durante o COBEM. Foi aprovado. Sem mais, eu, Albanett Barreto Nestor, lavrei essa ata e dou fé ao seu conteúdo.

Ata da reunião ordinária do CAPB do dia 17 de maio de 2012, às 12h30. Elaine diz que está tudo certo com o alojamento do EREM. Diz também que o prof. Paulo Pontes conseguirá 400 cadeiras e 100 mesas para colocarmos no Estacionamento C, para servirmos a alimentação. Referente às finanças, Elaine diz que o prof. Antonio Carlos Lopes financiará o café-da-manhã (R$3.000), Sérgio Graff dará R$ 2.000, o prof. Enio Buffolo diz que já conseguiu uma parte do dinheiro e que está à procura do restante. Klaus disse que eles pediram ajuda financeira para o prof. Medina e que obterá a resposta na próxima terça-feira. Erika está tentando entrar em contato com o prof. Sérgio Tuffik. Klaus sugere que peçamos apenas uma opção de mistura para cada refeição. Elaine e Justin sugerem que não cobremos a entrada no Balzac. Erika, Isabela e Bianca concordam. Klaus pergunta quem pode ir degustar a marmita que será servida no EREM e ir à empresa verificar as condições da empresa. Elaine entrou em contato com a empresa e um motoboy trará uma marmita amanhã (18 de Maio) para experimentarmos. Klaus disse que a Gisele está preparando o info-EREM, termo de compromisso, no qual estará falando sobre a proibição do consumo de álcool nas dependências da Escola, sob risco de ser descontado o cheque calção da delegação. Sobre as inscrições, depois de discutirmos as dificuldades, decidimos que as inscrições serão feitas em bloco, o chefe de delegação receberá os crachás, já com os nomes inscritos, e sacolinhas dos encontristas da sua universidade. Klaus sugere que nos reunamos no final de semana antes do EREM para dividir as tarefas e organizar as pendências.  Klaus lê o esquema de divisão de tarefas para o EREM: *Credenciamento (Erika/ Thais Florence/Alana/Wilson/Yumi/Aline Tieme/ Emi/ Kenji): verificar pré-inscrição, novas inscrições, recolher cheque-caução, verificar RG/documento, entregar material/crachás/ pulseira alojamento, fazer/entregar certificados (a partir de 09/06), venda dos convites da festa *Lojinha/Bar (Isabela/ Bianca,2 a 3 pessoas por turno, necessitamos de mais pessoas!!):  funcionar o dia inteiro, menos nos espaços a tarde, no qual acontecerá as Mesas, ter controle sobre o dinheiro que entra,  podemos ir depositando algum dinheiro durante ao encontro, *Acorda (Albanett/ Elaine/ Gisele/ Wumathylla/ Rick / Grazi): 2 caixas de som + megafone + MP3/Ipod, * Organização das salas/palestrantes (Klaus/ Gisele/ Albanett/Cassin/Mingué),*Alimentação(Elaine/Justin/Nishida/Rick/Grazi): distribuir as marmitas, *Diretoria dos carros (Klaus/ Thiliê/ Marco Aurélio), *Controlar acesso no Happy-Hour (quinta-feira: Balzac de graça).  Faremos uma tabela com as tarefas e os turnos para que possamos nos organizar melhor. Sem mais, eu, Albanett Barreto Nestor, coordenadora científica do CAPB, lavrei essa ata e dou fé ao seu conteúdo.

Ata da Reunião ordinária do Centro Acadêmico Pereira Barretto, órgão oficial e representativo dos estudantes de Medicina da UNIFESP-EPM, aos 10 dias de maio de 2012 às 12 horas. Albanett diz da importância de fazer um pré-EREM na outra semana. Ficou marcado para terça-feira dia (15 de maio) no horário de almoço. Albanett mais uma vez convida os participantes da reunião à participação do curso Como Funciona à Sociedade I e II nos dias 19 e 20 de maio. Albanett inicia o repasse da reunião com o RH da BIBLAC e o Paulo Pontes. As vagas geradas pelos funcionários que se aposentaram antes de julho de 2010 não podem ser respostas, pois o MEC as redistribuiu. Também há grandes chances de lançar um projeto de lei para lançar um concurso para novos técnicos administrativos em julho desse ano. Paulo Pontes se comprometeu a procurar uma alternativa enquanto não ocorre isso. E diz também que há falta de funcionários em geral na UNIFESP, e ainda há uma certa evasão na BIBLAC, ou seja, os funcionários saem após certo tempo e prestam concurso em outras áreas. Os presentes na reunião discutem sobre a burocracia de concurso e o uso de estagiários na BIBLAC. Sobre o Bandejão, Paulo Pontes diz que é necessário avaliar uma viga do edifício, e que talvez parte do edifício volte a funcionar. Justin lembrou de perguntar sobre a extensão do horário de funcionamento BIBLAC. A extensão do horário da BIBLAC foi aprovada pela PRAE, porém ainda não foi discutida no CONSU. A diretora da BIBLAC chamou a Albanett para uma reunião às 14h de hoje. Sobre a questão de segurança, Paulo Pontes diz que são gastos 8 milhões de reais com segurança, porém ela não é percebida em HSP, BIBLAC, anfiteatros, ambulatórios e laboratórios; e Klaus reforça que antigamente era funcionários públicos e que atualmente é terceirizada e fica difícil de analisar dados de transparência. Voltou-se à pauta da BIBLAC, e os presentes discutem que o Paulo Pontes coloca a culpa da falta do cumprimento de suas obrigações sobre o Governo Federal. Albanett lembra de que PALTEX pode ser fechada não por falta de funcionário, e a Diretora de lá diz que existe lei que não se pode movimentar lei na Biblioteca Central. Como há muita burocracia, os estudantes podem se perder no acompanhamento do processo. Klaus e Albanett dizem que a atual diretora de RH entrou há 6 meses porém ela não é muito eficiente com as informações sobre os funcionários. Além disso haverá dois RHs: o do HU e o da UNIFESP, o que pode piorar a situação de funcionários. Matheus diz que é importante saber a relação e número de funcionários da UNIFESP em vários setores. Ficou confirmado que pediremos por ofícios a relação de funcionários desse ano e do anterior, e isso seria para os funcionários concursados do UNIFESP, e sobre as licitações sobre os terceirizados. Justin [Vitor Rodrigues] diz que se compromete a ajudar na elaboração do ofício. Albanett repassa a resposta às reivindicações feita pelo Conselho de Entidades direcionada à Reitoria. Sobre o Dossiê já foram tiradas fotos dos seguintes locais: Anfiteatros A, B e LT, subsolo do Edifício Lemos Torres, Edifício de Anfiteatros, EAD. Thiliê repassa que a professora Ieda [Departamento de M.I.P.] foi atrás de informações sobre os anfiteatros, licitações e relacionados sobre a infraestrutura. Ficou confirmado que Thiago criará o Dropbox do CAPB, para que coloquemos e centralizaremos as fotos e dados do dossiê. Sobre O Barrettinho, faremos uma edição sobre infraestrutura da UNIFESP. Porém, há o problema da impressão, pois a gráfica da UNIFESP está com qualidade deplorável para impressão. Justin inicia o repasse da reunião do Departamento de Medicina Preventiva: não houve muitas discussões aprofundadas, e que de importante foi para avisar os estudantes sobre a mesa sobre Atenção Básica e Primária na próxima segunda-feira na hora do almoço no Departamento mesmo. Albanett diz que amanha terá três reuniões: EREM na hora do almoço, ADUNIFESP idem e da Reforma Curricular [que agora chama-se Comissão Permanente do Desenvolvimento Curricular e do Corpo Docente] às 11 horas. Vai existir uma comissão de mobilidade acadêmica. Thiliê repassa o problema das eletivas, que uma das eletivas, a de Oncologia Pediátrica foi cancelada após uma ter tido uma aula, e sem motivo convincente. Justin fala da questão dos cursos de idiomas que eram oferecidos aos estudantes. Albanett diz que o reitor prometeu que teria curso de inglês para todos os estudantes com a desculpa de “mobilidade acadêmica”. Sem mais, eu, Wilson Nunes Hirata, Editord’O Barrettinho, lavrei esta ata e dou fé ao seu conteúdo.

Ata da reunião ordinária do CAPB do dia 3 de maio de 2012. Erika diz que vai ter reunião do CAE dia 7 de maio, às 9h30, no prédio novo da reitoria. Em relação ao dossiê, devemos mandar os relatórios para erikaepm78@gmail.com até a próxima quarta-feira ( 9/05).  Foi decidido em reunião no CE com os departamentos da EPM para colaboração com o dossiê de infraestrutura, com realização de uma reunião na próxima segunda feira. Serão levantados dados dos diversos espaços. Serão divulgados boletins informando a realização do dossiê. Albanett informa que a data do CFSII vai ser mudada (ao invés do dia das mães) para os dias 19 e 20 de maio. Bianca se compromete a fazer o texto referente ao protesto na biblac. Coordenação de intercâmbio informa que será realizado curso sobre violência contra idosos, mulheres, crianças etc, relacionado a IF, o que reforça a posição do CAPB como comitê local da IFMSA. A próxima AG será em Fortaleza. Em reunião com o SIMESP Érika relatou que haverá evento em Brasília para definir a revalidação do diploma médico dias 5 e 6 de julho. Propomos oferecer o DCE como alojamento para o COBREM por um preço posteriormente determinado. Vamos entegrar a carta com o abaixo assinado sobre autonomia estudantil na reunião do consul, pois os e-mails mandados pelo DCE tentando marcar uma reunião para discutir o assunto com a reitoria não foram respondidos. Sem mais, eu, Vitor Rodrigues Pereira, coordenador sócio-cultural do CAPB, lavrei esta ata e dou fé ao seu conteúdo.

Ata da reuniao ordinaria do CAPB do dia 19 de abril de 2012 as 12 horas. Vinicius e Erika se disponibilizaram a estar na reuniao do Conselho de Entidades sexta feira (20/04). Repasse de Elaine sobre dossie sobre infra-estrutura do Campus. O CAPB ficara responsavel pela vistoria da condicao dos anfiteatros. Vamos avisar e envolver os alunos das turmas para ajudar com o dossie. Distribuicao por salas das tarefas do dossie. Primeiro ano faz o relatorio do predio da prograd. Segundo ano faz relatorio do predio dos anfiteatros e arredores. Terceiro ano faz relatorio dos demais locais (EAD, predio palito). Devemos mandar oficio para Vilnei – Pro reitoria de administração – para ver licitaçãoo de reformas. CAPB emitiu nota de apoio ao ato sexta feira na Reitoria em apoio a greve no Campus Guarulhos. Erika foi na reuniao da regional no CPEM, conseguiu falar com outros CAs novos. DPM vai fazer mesas na segunda-feira segunda semana de maio. Primeira mesa será sobre diferença entre atenção básica e atenção primária. Albanett faz o repasse do CR, Santos investigou a situaçãoo do prédio que caiu, que não tinha alvará para funcionar, foi construido sem licitação. Daqui um mês devemos fazer uma assembléia geral comunitária da unifesp para divulgação do dossie. Repasse da Câmara de Graduação, que deve integrar os trabalhos das diversas comissões dos cursos. Aperfeiçoamento didático e tutoria para o curso medico estavam em pauta. Discutimos a validade da tutoria ser obrigatória. Quanto as eletivas, tentarãoo aumentar o número de vagas. Wilson faz repasse do Barretinho. Albanett informa que texto sobre como funciona a sociedade já está pronto Erika fará entrevista com um estudante de medicina de Cuba. Erika informa que Valter, atual CEV da DENEM, se dispôs a vir no CAPB capacitar nossa CLEV. Sem mais, eu, Vitor Rodrigues Pereira, coordnador socio-cultural do CAPB, lavrei esta ata e dou fé ao seu conteúdo.

Ata da Reunião ordinária do Centro Acadêmico Pereira Barretto, órgão oficial e representativo dos estudantes de Medicina da UNIFESP-EPM, aos 12 dias de abril de 2012 às 12 horas. Erika repassa sobre a reunião da Comissão do Ensino da Graduação do Departamento de Medicina Preventiva: o ACL está querendo criar um “MedCurso” para o 6º ano, porém ele não avisou a subcomissão do CCM de internato. Ele está mandando a proposta diretamente aos Departamentos. Porém, vários departamentos são contra isso, porém não apresentaram respostas oficiais. Rodrigo [75] explica aos calouros o que é MedCurso e um pouco sobre a prova da Residência, e diz também que a EPM possui um internato mais pesado do que outras escolas médicas, e que pessoas oriundas dessas outras escolas, com internato mais brando, possuem tempo de estudar nesse MedCurso, e por isso, grandes contingentes de estudantes da EPM não conseguem passar na prova de residência da UNIFESP/EPM/HSP. Matheus, Elaine, Erika e Rodrigo apontam também que a prova escrita [1ª fase] permite mais pessoas de outras faculdades passarem mais, porém não avalia a qualidade da graduação quanto à prática médica. Erika e Rodrigo repassam que a mudança da prova escrita de testes para discursivas de casos clínicos, permitiu que mais pessoas da EPM passassem na residência na UNIFESP/EPM/HSP. O CR-DCE vai ocorrer dia 15/04 em Guarulhos. Elaine explica aos calouros presentes na reunião o que é o CR-DCE. Erika diz que os estudantes de cada campus da UNIFESP vai fazer um dossiê de problemas de infraestrutura para mandar para o Ministério Público, porque internamente (nas instâncias deliberativas da UNIFESP) não estão resolvendo os problemas. Darizon pergunta sobre mandar para jornais os problemas de infraestrutura. Elaine e Matheus esclarecem que isso já foi cogitado, porém argumentam que isso seria ineficiente de acordo com experiências passadas com mídia externa. Isabela e Elaine explicam à Scarlett sobre como são repassadas as verbas do MEC para a SPDM, dona do HSP. Elaine inicia o repasse da Congregação dessa terça-feira, na qual o reitor disse nessa reunião que dinheiro tem para a reforma do Bandejão, porém as obras não foram iniciadas. Elaine também repassa os problemas de infraestrutura da Paulistinha. O reitor diz que há dinheiro, porém esse não é repassado à diretoria do campus, e que o diretor do campus São Paulo, o Paulo Pontes está muito insatisfeito com a situação. Elaine também diz que a situação piorou quando a Reitoria mudou do Ed. Octávio de Carvalho para o edifício novo na Sena Madureira, e com isso, mudou-se junto uma infraestrutura completa de segurança e funcionários para lá. Elaine diz que na Congregação foi aprovado politicamente pelos docentes o EREM, que será realizado em junho e organizado pelo CAPB (isso está registrado em Ata da Congregação); e que recentemente a diretoria de campus está complicando burocraticamente a organização da infraestrutura do Encontro. Elaine e Kenji continuam o repasse da evolução da célula de infraestrutura do Encontro. Elaine avisa que amanhã (13/ 04) terá reunião da CoEREM. Scarlett pergunta sobre as Eleições aos órgãos colegiados da UNIEFSP. Albanett e Erika explicam aos calouros sobre as votações e como são as votações de alguns órgãos. Albanett esclarece que nesse órgãos normalmente são ocupados por pessoas que participam dos Centros Acadêmicos, e que recentemente, a comunicação entre os CAs de mesmo campus e entre os campi das UNIFESP aumentou. Albanett diz também que as elições não são vinculadas ás entidades estudantis, e sim, qualquer estudante pode se candidatar. Gisele repassa sobre as tentativas de aproximação entre CAPB e AAAPB sobre semana de recepção e pautas comuns como a proibição de venda de bebidas alcoólicas; e além disso, Gisele e Elaine diz a estranheza que é as pessoas da AAAPB montaram uma chapa à parte dos outros CAs e DCE da UNIFESP, ignorando toda a articulação dentro do CAPB, como também com os estudantes dos outros cursos. Justin [Vitor Rodrigues] diz que os candidatos da AAAPB querem defender interesses próprios nessas reuniões apenas. Vários dos veteranos presentes esclarecem sobre as eleições, e sobre a campanha de eleições. Albanett lê a nota de apoio aos estudantes inscritos, esses participantes dos CAs. Albanett inicia o repasse de infraestrutura, e o resultado é a chamada para uma Assembleia Comunitária da UNIFESP com essa pauta. Por enquanto, Albanett irá mandar cartas às entidades como Sintunifesp, Adunifesp, Amerepam e APG com o convite para essa Assembleia. Os vários presentes estão tentando se inscrever para as Eletivas, porém com muitas dificuldades devido à falta de vagas para todos os estudantes da UNIFESP, além de um site de inscrição deplorável. Os veteranos que já passaram por eletivas pelo menos uma vez repassam que a qualidade de eletivas normalmente é deficiente, e reclamam da obrigatoriedade destas para ingressar ao internato [4 créditos, ou seja, 2 eletivas até o 4º ano]. Passado um pouco a agitação das eletivas, voltou-se à pauta da Assembleia Comunitária, Gisele lê a carta assinada pelos CAs do campus São Paulo às entidades. Sem mais, eu, Wilson Nunes Hirata, Editor d’O Barrettinho, lavrei esta ata e dou fé ao seu conteúdo.

Ata da reunião ordinária do Centro Acadêmico Pereira Barretto, órgão oficial e representativo dos estudantes de medicina da UNIFESP-EPM, aos 05 de abril de 2012, às 12h. Bianca pede para que as pessoas devedoras paguem suas dívidas para ela ou para Isabella. Wilson pede esclarecimentos para Elaine sobre os nomes dados para a reunião da Pró-Reitoria do Planejamento acontecida em Atibaia no final de semana retrasado. Luciana pede informação ao CAPB sobre como proceder no caso de insatisfação dos alunos da turma 80 sobre a infraestrutura deficiente de anfiteatros. Elaine esclarece que pode ser feito um ofício para a manutenção. Albanett esclarece que há uma certa confusão para mandar para o local correto, devido às jurisdições (UNIFESP, HSP etc.); e também diz que já foram mandados muitos ofícios sobre isso. Matheus diz que está em andamento uma “reforma” da estrutura: foram destruídos os locais ruins, mas ainda não foram substituídos por estruturas novas. Elaine diz aos calouros presentes insatisfeitos com a infraestrutura que as universidades federais estão com processos de sucateamento. Albanett diz que pode olhar sobre isso, e além disso, faz o repasse da situação precária de infraestrutura dos outros campi da UNIFESP. Albanett sugere que seja chamada uma AG para debater infraestrutura. Elaine concorda com a Albanett em chamar uma AG. Thiago comenta a mobilização da turma dele com o docente Luis Garcia Alonso, além de chamar a turma para arrecadar dinheiro para a compra de microfone para aula em anfiteatro. Thiago diz que o PALTEX vai ser reaberto em 13 dias. Segue a discussão para um indicativo de data para AG sobre infraestrutura. Matheus e Elaine contam sobre a aula em que alagou o anfiteatro A. O indicativo para data é 16 de abril às 18 horas. Elaine e Albanett diz para chamar os outros CAs, a APG, a ADUNIFESP e docentes pessoalmente para a AG para infraestrutura. Elaine diz que irá reservar anfiteatro para a AG. Thiago fala da sugestão de docentes da Biofísica de fazer um questionário de infraestrutura para as pessoas da comunidade. Matheus diz que o questionário não seria muito resolutivo e diz que ele tinha se comprometido na montagem de um dossiê de infraestrutura e pede ajuda para as outras pessoas com informações de problemas para a tiragem de fotos. Elaine diz que algumas situações de resolver, só são necessárias com organização, integração e medidas mais drásticas. Fernanda diz que na AG pode ser apontado também sobre os hábitos de alguns estudantes que vandalizam, deterioram a estrutura. Wilson, Thiago e Elaine dizem que concordam com Fernanda, porém, muitas coisas não são de responsabilidade dos estudantes. Elaine chama o assunto de segurança, pois estão frequentes os assaltos, inclusive à mão armada, na região da UNIFESP, campus São Paulo. Gabriel pergunta sobre o acesso aos dados das finanças da UNIFESP. Gisele esclarece que ter os dados das finanças não são muito resolutivos. Elaine e Gisele relatam da greve geral na UFPR ano passado e as conquistas. Luciana diz que uma proposta que saiu da turma dela [80] seria a de divulgar material dos problemas na mídia. Gisele diz que é interessante divulgar pra mídia externa, porém é necessário primeiro divulgar internamente, e põe sua opinião de que a mídia externa preocupa-se em manter as estruturas vigentes; e diz também que deveremos tomar cuidado em divulgação e que deve ser principalmente divulgar para os outros alunos. Gisele diz que o primeiro passo seria se comprometer a ir atrás dessa pauta, e que deveríamos não ficar apenas na defensiva, o que é uma posição em que os estudantes perdem os direitos. Fernanda concorda com a Gisele. Luciana diz que esses problemas de infraestrutura de certa forma conformam os futuros médicos a trabalharem muito esperando pouco. Matheus diz que devemos ir para AG com os problemas pontuais e não algo vago como “todos anfiteatros estão com problemas”. Gabriel diz que devemos ter o cuidado de como divulgar, para não afastar as pessoas de participarem. Gisele esclarece que o difícil não é chamar as pessoas para o CA, mas sim de que a conjuntura é difícil, pois há um recesso de lutas no mundo; e também da questão de propaganda para atrair pessoas e dos esteriótipos dados às pessoas do CA. Matheus diz que o “marketing” para atrair essas pessoas, deve ser de tornar as ações do CA mais interessantes na propaganda aos outros. Luciana diz que muitos têm preconceito, uma “opinião pronta” sobre o CA, porém o não conhece. Scarlett diz do medo, receio, de se envolver com a política e o CA. Thiago diz que a questão do “marketing” é muito alienante e que as atividades do CA na recepção não foi uma suficiente para chamar pessoas para participação no CA. Gabriel diz que se as pessoas se interessam pela discussão no CA que ficam; e diz que as dinâmicas feitas na semana de recepção mais afastaram do que atraíram. Gisele esclarece que as posições (ou identificação com) políticas tomadas são fruto de estudo; e diz que o movimento estudantil (ME) é composto com pessoas de várias classes, e que nem todos se identificam, e além disso esclarece que já nascemos no sistema vigente, porém que a opinião não é inata, e que o incômodo das contradições chegam. Fernanda acha que as dinâmicas foram boas, mas pelo menos para ela, o jeito como foram tocadas, mais afastaram (inclusive ela) do que integraram. Scarlett diz que deveria haver uma linguagem mais acessível para fazer as coisas. Ana concorda com Gisele e diz que foram muito radicais nas dinâmicas ao colocar as opiniões do CA. Wumathylla diz que hostil não foi as opiniões ditas pelo CA nas dinâmicas e sim o trote que levou. Gabriel diz que o problema não foi o choque de realidade nas dinâmicas e sim a imposição de ponto visita. Thiago concorda com o Gabriel. Wilson concorda que é um pouco maçante o que os calouros apontam. Luciana também concorda. Gisele fala sobre representatividade do CA e dos estudantes, e esclarece que as reuniões não são proibidas para ninguém; e além disso fala que o movimento estudantil é muito rápido, pelo pouco tempo em que os estudantes ficam na faculdade; e esclarece sobre as experiência dos alunos mais velhos em tentar obter as melhores. Ana diz que na semana de recepção deveria ser mais empenhada em mostrar que o CA é um órgão de representação dos estudantes. Gisele lembra, ainda sobre mídia, que vários sites da greve em Guarulhos estão sendo censurados; e também fala um pouco de histórico de movimento estudantil na UNIFESP. Sem mais, eu, Wilson Nunes Hirata, Editor d’O Barrettinho, lavrei esta ata e dou fé ao seu conteúdo.

Ata da reunião ordinária do CAPB do dia 29 de março de 2012, às 12 horas. Wilson inicia lembrando da necessidade de fazermos um novo Barrettinho devido aos inúmeros problemas que estamos vivenciando, como a questão do horário de funcionamento da Biblioteca Central e o futuro fechamento da PALTEX. Elaine informa que no Conselho de Entidades soube que há a possibilidade de fechar o restaurante universitário. Wilson fica responsável por escrever o texto sobre a PALTEX e a biblioteca. Elaine fica responsável por escrever sobre o bandejão e os estágios do quarto ano. Wilson e Erika ficam responsáveis por levantar informações sobre a situação da “Casinha do aluno” e escrever um texto para O Barrettinho sobre isso. Erika fica responsável por escrever sobre a questão dos cadáveres disponíveis para dissecação para o terceiro ano. Wilson e Matheus fizeram repasse da CCM. Os professores estão negando o problema do estágio do Vila Maria do quarto ano e, por conta disso, estamos tendo muita dificuldade para resolver esse problema e pautar as reclamações do quarto ano. Segundo os professores, contrataram novos plantonistas e os alunos estão dando um feedback melhor agora. Existe o projeto de Bioética estar na graduação do primeiro ao sexto ano. Elaine faz o repasse do Conselho de Entidades. Participação estudantil nos órgãos colegiados será contado como atividade extracurricular, a falta em atividades acadêmicas será justificada e haverá reposição de provas para tais estudantes. Elaine informa ainda que a reitoria chamou a Polícia Militar para a última reunião do Conselho Universitário com medo de manifestação estudantil. O CAPB ficou de sugerir às outras entidades do campus que o prazo para passar o abaixo-assinado sobre a importância da autonomia dos espaços estudantis até a próxima quinta-feira, 05 de abril, para a busca de mais assinaturas. Elaine informa que neste final de semana acontecerá a “Conferência do Futuro da Unifesp”. As entidades estudantis não foram convidadas, os convidados foram escolhidos a dedo e o dinheiro gasto com o evento é totalmente questionável. Erika fez o repasse da Reunião dos Órgãos Executivos da DENEM que ocorreu em Goiânia nos dias 24 e 25 de março, onde foi discutida a programação do 42º Encontro Científico dos Estudantes de Medicina (ECEM). A programação ainda não foi totalmente fechada e isso continuará a ser discutido na ROEx Petrolina, em maio.  Kenji faz o repasse da IFMSA falando que a próxima reunião de Comissão de Mobilidade Acadêmica tem que aprovar o contrato denovo. Yumi complementou falando que o curso sobre violência será de14 a18 de maio e provavelmente terá certificados pela PROEX. Bianca faz o repasse das finanças do CAPB. Explica como proceder em relação à retirada e depósito de dinheiro no CAPB. Lembra ainda que temos armários disponíveis para alugar. Quinta-feira,na próxima reunião do CAPB, é o prazo limite para as pessoas que estão devendo para o CAPB acertarem suas dívidas. Os coordenadores sócio-culturais ficam responsáveis por organizar o Torneio de Truco do CAPB. Trarão todos os detalhes sobre o evento na próxima reunião do CAPB. Sem mais, eu, Erika Plascak Jorge, coordenadora de comunicação do CAPB, lavrei esta ata e dou fé ao seu conteúdo.

Ata da reunião ordinária do CAPB do dia 22 de março de 2012, às 12 horas. Elaine faz o repasse do Conselho de Entidades. Todas as entidades apoiaram a revolta dos estudantes com o estágio do Vila Maria do quarto ano e com a questão da proibição do álcool nas instituições estudantis. Elaine fala que no dia 31 de março haverá um evento da Pró-Reitoria de Planejamento para falar sobre o futuro da UNIFESP. Erika fica responsável por entrar em contato com a Pró-Reitoria de Planejamento. Elaine e Erika fazem o repasse da reunião da nossa regional da DENEM que fez o planejamento e a eleição da nossa regional para 2012. Vitor 79 faz o repasse da reunião que aconteceu entre os centros acadêmicos do campus São Paulo da Unifesp para definir os temas do nosso mini-fórum a derem levados no Congresso dos Estudantes da Unifesp a ser realizado no final deste semestre. Albanett faz o repasse do CR-DCE deste final de semana. Diz que foi um CR bastante informativo, com muitos repasses. O campus Diadema está com muitos problemas com falta de professor e há mais de 110 dias sem bandejão. Houve a sugestão de um estudante da enfermagem de fazermos uma manifestação para melhoras de infra-estrutura e horário de funcionamento de nossa biblioteca. Thilie faz o repasse em relação a questão da qualidade dos anfiteatros. Houve a concorrência entre empresas para reformar os anfiteatros e a mais barata ganhou, mas faliu menos de três meses depois. Isso já faz três anos. Está difícil acomodar todos os estudantes do primeiro ano para fazer prova, pois não há cadeiras suficientes para acomodar todos com espaçamento entre eles. Vitor 79 sugere de fazermos vários cartazes denunciando os problemas estruturais da universidade e colar pelo campus. Erika sugere que façamos uma oficina de cartazes amanhã depois do horário de aula, convidando os outros centros acadêmicos do campus para ajudar. Albanett confirma que neste final de semana acontecerá o curso Como Funciona a Sociedade. Já temos mais de 10 participantes confirmados. Elaine lembra a todos que teremos eleições para órgãos colegiados da Universidade e lembra também da importância da nossa participação pra denúncia e coleta de informações nesses espaços. Para o Conselho Universitário indicaremos Albanett 79, para Conselho de Extensão indicaremos Vinicius 79, para Conselho de Administração indicaremos Wumathylla 79, para Conselho de Assuntos Estudantis indicaremos Erika 78, para Conselho de Graduação indicaremos Elaine 78, Wilson 79 e Vitor 79, para Conselho Curador indicaremos Aline Tiemi 78, para Conselho de Campus indicaremos Matheus 78 e Guilherme 79, para Congregação da Escola Paulista de Medicina indicaremos Klaus 76, Wilson 79, Alana 79, Rodrigo 79, Wumathylla 79, Marco Aurélio 80, Luciana 80, Gabriel Murad 79, Thiago Coelho 80, Isabela Tavares 79, Iago 80. Elaine propõe que Jéssica 78 seja a representante discente na Comissão das Eletivas. A proposta foi aprovada por consenso. Fica marcada uma reunião sobre o EREM amanhã ao meio dia e oficina de cartazes às 18 horas. Erika propõe que o CAPB pague sua inscrição de quarenta reais para a ROEx-Goiânia neste final de semana. A propostafoi aprovada por consenso. Sem mais, eu, Erika Plascak Jorge, coordenadora de comunicação do CAPB, lavrei esta ata e dou fé ao seu conteúdo.

Ata da reunião ordinária do CAPB do dia 15 de março de 2012, às 12horas. Elaine inicia a reunião parabenizando a gestão pelo bom trabalho, ressaltando que conseguimos seis mil reais pelo edital de proeventos da PRAE para gastos com o EREM 2012. Elaine lembra a todos que temos Assembléia Geral do campus São Paulo às 18 horas para discutir a falta de democracia no campus. Albanett informa que o monitor Wagner não estará disponível para fazer o Como Funciona a Sociedade I no próximo final de semana, mas indicará um outro monitor para nós. Elaine informa que nenhum representante do CAPB pode ir na Congregação da Escola Paulista de Medicina, o que extremamente ruim pois não conseguimos informações precisas sem estar presente no espaço. Relata ainda que estes espaços estão esvaziados e que a nossa presença neles se faz importante nesses tempos de despolitização dos espaços deliberativos da universidade. Elaine informa que a turma 79 teve sérios problemas com transporte para as Observações às Práticas Médicas, onde os estudantes foram levados à UBS em Heliópolis, mas não houve transporte para trazê-los devolta.  Elaine informa que a turma 78, atual terceiro ano, teve sérios problemas com a disciplina de Atendimento Pré-Hospitalar ao Trauma. A disciplina devia ter sido dada durante o segundo ano, mas não foi e a turma toda teve reprovação registrada em seu histórico. Atualmente a disciplina aparece no histórico como “em curso”, o que prejudica bastante alguns estudantes que querem pedir bolsa ou precisam do histórico para alguma outra atividade. O CAPB ficou responsável por  ver o que pode ser feito legalmente em relação a isso. Elaine lembra que amanhã ao meio dia temos reunião sobre o EREM no CAPB. Erika ficou responsável por ver a questão dos cadáveres disponíveis para a dissecação do terceiro ano em 2012. Aline Temi 78 informa que o DCC pediu para a matéria sobre a IFMSA que saiu n’O Barrettinho sair na revista do DCC também, o que foi aprovado por consenso. Maheus esquematiza como será a Assembléia Geral do campus São Paulo hoje às 18 horas. Iremos propor a confecção de uma carta oficial com o posicionamento dos estudantes do campus São Paulo e de um abaixo-assinado, com um indicativo de greve se não houver diálogo com a direção da universidade. Há também a possibilidade de agregarmos outras pautas à assembléia, que são de interesse de todos do campus, como a situação do restaurante universitário, horário de funcionamento da biblioteca e os problemas com reforma curricular. Sem mais, eu, Erika Plascak Jorge, coordenadora de comunicação do CAPB, lavrei esta ata e dou fé ao seu conteúdo.

Ata da reunião ordinária do CAPB do dia 08 de março de 2012, às 12horas. Yumi 78 fez o repasse da situação d’O Barrettinho. O arquivo já está na gráfica e provavelmente ficará pronto ainda essa semana.  Elaine 78 diz que a situação do estágio do quarto ano no Vila Maria continua em situações precárias. Desclocaram um professor do terceiro ano para o Vila no mesmo horário em que este professor daria aula para o terceiro ano. Será convocada uma reunião extraordinária com o quarto ano para discutir o assunto. Elaine relembra a gestão que dia 16 de março haverá um debate sobre Ato Médico na Unifesp e dias 17 e 18 haverá a eleição da nova regional sul 2 da DENEM sediada pelo CAPB. Elaine lembra que dias 13 a 15 de abril haverá o CPEM em Catanduva, onde haverá um stand para a divulgação do EREM. Bianca 78 informa que ela e a Isa 79, atuais coordenadoras de finanças, revesarão semanalmente a organização do livro-caixa. Pedem que todos que mexerem no dinheiro do CAPB, ainda que seja uma quantia bastante baixa, avisem-nas. Elaine lembra que algumas pessoas da gestão que confirmaram presença na Semana dos Calouros no CAPB não estão comparecendo, o que compromete bastante o bom andamento das atividades. Kenji 78 informa que o contrato da IFMSA com a Unifesp muito provavelmente será renovado. A Assessoria de Assuntos Internacionais apenas acrescentou algumas cláusulas referentes aos intercambistas que virão para a Unifesp. Tiemi 78 pede para que o CAPB pague pelo menos uma inscrição de um integrante do Comitê Local da IF para a AG que acontecerá em Juiz de Fora. Kenji informa que há a idéia de fazer um projeto pela IFMSA de um curso de uma semana sobre saúde a muher, com certificado emitido pela IF. A idéia foi aprovada. Vamos fazer, após essa semana do curso, um NESP especial sobre saúde da mulher, com um enfoque mais social sobre o tema, incentivando os outros cursos do campus a partciparem. Elaine informa que no final de semana que havíamos marcado o Como Funciona a Sociedade I será a Intercaloumed, então Albanett 79 informa que a data do curso foi mudada para os dias 24 e 25 de março. Erika 78 propõe que no próximo CR-DCE, que irá acontecer no dia 10 de março, seja proposta a formação de uma chapa para que seja feita uma eleição para gestão do DCE, visto que discutir tudo por CR está diicultando o andamento de muitas pautas. Não houve objeção. Erika 78 propõe que o CAPB compre uma lousa branca de planejamento anual para as atividades do CAPB. A proposta foi aprovada por consenso. Sem mais, eu, Erika Plascak Jorge, lavrei esta ata e dou fé ao seu conteúdo.

Ata da reunião do Centro Acadêmico Pereira Barretto ao 1º de março de 2012. Elaine inicia o repasse dos problemas do estágio do Hospital Vila Maria do bloco de Clínica Médica do 4º ano. Além disso, devido à gravidade do assunto, Elaine sugere uma Assembleia Geral para os estudantes discutirem esse assunto, pois as vias legais (reuniões, CCM entre outras) não estão surtindo efeitos. Matheus e Bianca explicam para os calouros a importância desse estágio e um breve histórico recente desse bloco. Além disso, eles comentam a dificuldade de se discutir o assunto, pois o 4º ano é dividido em 8 (oito) grupos. Erika repassa a discussão desse estágio no Conselho de Entidades. Os presentes discutem se a possibilidade de puxar uma Assembleia Geral para esse assunto, além da do campus sobre a questão do álcool, é válida. Outra sugestão seria uma reunião apenas do CAPB com a turma 77, atual 4º ano para esse assunto. Ficou decidido que essa reunião será feita essa reunião, com data a definir, e talvez em anfiteatro. O indicativo de data para Assembleia Geral sobre a questão do álcool em 15 de março, com possível mudança, pois será apresentada essa proposta aos outros CAs do campus, e Erika ficou responsável pela reserva de anfiteatro para a AG. Matheus fala sobre um problema na semana do calouro no CAPB, pois na quarta e na quinta da referida semana, a Atlética marcou testes atlético e aquático. Bianca deu uma “quebra” na reunião pedindo para que os calouros se apresentem e a gestão também. Bianca pergunta aos calouros como está a semana de recepção. Os calouros manifestaram-se acerca dos acontecimentos da semana de recepção. Elaine comenta que tudo isso significa que a faculdade quer se livrar da responsabilidade, não procura resolver esse problema adequadamente. A discussão está sobre a questão do RU, pois há um certo descaso sobre isso, já que a agência do Banco do Brasil do mesmo prédio já está em funcionamento. Sobre a questão da Biblioteca da Central, as justificativas estão estranhas para a diminuição de uma hora do horário de funcionamento, e foi decidido que os outros CAs do campus serão chamados para escrever uma carta ao estilo da questão do RU. Sobre a pauta do Como funciona a Sociedade I, Elaine diz que o curso será dias 31/03 e 01/04, Albanett ficou responsável pelo contato com o monitor. Isabela, Erika e Matheus discutem o orçamento das pulseiras do EREM. Erika repassa sobre a reunião da CN da DENEM, e diz que haverá um concurso sobre o logo do ECEM 2012, que o vencedor ganhará a isenção da inscrição, e propõe para que Gonzo e Ken participem do concurso. Erika diz que a UERJ já garantiu o alojamento, RU e gráfica pela Universidade. As datas e programação serão decididas na próxima ROEx, em Goiânia. Sem mais, eu, Wilson Nunes Hirata, Editor d’O Barrettinho, lavrei esta ata e dou fé ao seu conteúdo.

Ata da reunião ordinária do CAPB do dia 16 de fevereiro de 2012, às 12horas. Klaus fica responsável por repassar para a gestão as respostas dos estudantes ao formulário de avaliação das unidades curriculares que nos serve de subsídio para discutir a reforma curricular. Justin anuncia que o CAPB ganhou um futon. Como representantes da Subcomissão do 1º e 2º anos da Comissão do Curso Médico fica Wilson 79 como titular e Thiago Coelho 80 como suplente. Como representantes do 3º e 4º anos ficam Elaine Damásio 78 como titular e Matheus 78 como suplente. Os representantes do 5º e 6º anos serão decididads na próxima reunião. Yumi confirmou que a gráfica da Unifesp está funcionando, porém com tiragens pequenas. Wilson informou que quase todos os textos para O Barrettinho já estão prontos. Só falta o texto sobre Ato Médico, a entrevista editada feita no COBREM e sobre censura na internet. Justin 79 ficou responsável por reservar o anfiteatro para o CINE-CAPB na Semana do Calouro no CAPB. Albanett 79 ficou responsável por imprimir os panfletos de divulgação da Semana do Calouro no CAPB. Matheus ficou responsável por reservar o projetor do DCE e os outros espaços para a nossa Semana do Calouro. Elaine fez o repasse de como está a organização da dinâmica e do espaço de discussão conjunto da medicina, enfermagem, fono e biomed na Semana de Recepção de Calouros. Klaus diz que essa dinâmica discute classes sociais, e talvez a metodologia de discussão pensada pelo grupo não esteja de acordo com o objetivo do espaço. Matheus 78, Gisele 76, Wilson 79 e Vinícuis 79 ponderaram os prós e contras da nossa participação nesse espaço. A gestão irá sugerir mudanças na dinâmica e na discussão na próxima reunião com os outros centros acadêmicos do campus. Elaine 78 fez o repasse da Congregação da Escola Paulista de Medicina. Elaine78 fez repasse da Comissão do Curso Médico, na qual foi discutido a questão do Vila Maria. O atual quarto ano tem reclamado bastante da dinâmica e da atenção dada à turma no local. O CAPB irá sugerir no grupo de e-mail do DCE que cada campus da Unifesp faça uma assembléia com todos os seus estudantes para discutir a questão da proibição e consumo de bebidas alcoólicas nas dependências da Universidade. Sem mais, eu, Erika Plascak Jorge, Coordenadora de Comunicação do CAPB, lavrei esta ata e dou fé ao seu conteúdo.

Ata a reunião ordinária do CAPB do dia 10 de fevereiro de 2012, às 12horas. Erika ressalta a importância de termos todos os textos do Barrettinho prontos até o final da seana que vem para dar tempo de rodarmos para a primeira semana de aula dos calouros. Já há um texto sobre o EREM feito pela Bianca, texto sobre o COBREM feito pela Erika e texto sobre o CAPB feito pelo Matheus. Erika fez o repassedo COBREM. A sede nacional da Executiva está com os centros acadêmicos Damuc e Damuni, respectivamente da UFPE e da UNIVASF. O blog do CAPB está atualizado em relação a todos os cargos da Executiva. A eleição da Regional SUL 2 da DENEM será sediada pelo CAPB nos dias 16 a 18 de março. A primeira ROEx do ano que, entre outras coisas, decidirá a programação do EEM 2012, será em Goiânia nos dias 22 a 25 de março. Albanett se prontificou a participar do CR-DCE neste sábado, dia 11 de fevereiro. Kenji fez o repasse da IFMSA. A próxima AG vai ser em Juiz de Fora-MG, no feriado do dia do trabalho. Eles financiam a passagem de um coordenador. Surgiu a proposta de dividirem esse financiamento entre todos do comitê da Unifesp interessados em ir. O cargo de coordenador de projetos de saúde pública está vago e provavelmente será preenchido nessa reunião. O Comitê se reúne quinzenalmente, às segundas-feiras na hora do almoço. Para não sermos desfiliados precisamos fazer um projeto até próximo de julho. A Comissão de Mobilidade Acadêmica deu a permissão para as atividades do comitê de trazer intercambistas para nossa universidade, com a condição de análise de currículo dos intercambistas. Foi aprovado por consenso que o CAPB disponibilizará a quantia de 150 reais (equivalente a passagem de ida e volta de uma pessoa) para ajudar o comitê a custear passagens e/ou inscrições para a Assembléia Geral. Matheus fez o repasse da atualização da programação da Semana de Recepção de Calouros. Sem mais, eu, Erika Plascak Jorge, Coordenadora de Comunicação do CAPB, lavrei esta ata e dou fé ao seu conteúdo.